Tópicos » Nutrição Parenteral » Artigos » Nutrição Parenteral Intradialítica (NPID) Contribuindo com a melhora do estado nutricional

Nutrição Parenteral Intradialítica (NPID) Contribuindo com a melhora do estado nutricional

Nutrição Parenteral Intradialítica permite:

  • Aumentar o peso ideal do corpo e estabilizar o IMC 14,15;
  • Melhorar os níveis de albumina sérica 13,15,16 e pré-albumina (transtirretina),13 ambos indicadores significativos de sobrevida em pacientes em hemodiálise 11,17,18;
  • Melhorar o balanço proteico 19;
  • Aumentar a síntese de proteínas em todo o corpo 19;

 

As Diretrizes da ESPEN sobre insuficiência renal em adultos, afirmam que8:

  • A NPID melhora o estado nutricional em pacientes com desnutrição (A);
  • A NPID deve ser proposta em pacientes ambulatoriais se a nutricional e orientação nutricional e a suplementação oral (OS) não forem bem sucedidos (C);
  • A meta energética deve ser 35 kcal / kg / dia e a meta proteica deve ser 1,2 – 1,4 g / kg / dia.

 

Administração da NPID

  • Ciclo de suplementação de nutrientes durante cada sessão de diálise (geralmente 4 horas, 3 vezes por semana)5;
  • Administração no setor venoso do tubo de hemodiálise;
  • Os líquidos administrados com nutrientes são eliminados durante a sessão de diálise.5