Tópicos » Nutrição Clínica » Artigos » Diferentes Tipos de Nutrição Clínica

Diferentes Tipos de Nutrição Clínica

Uma Introdução à Nutrição Enteral e Parenteral

Ao tratar-se da desnutrição relacionada a doença, a escolha do suporte de nutrição depende do estado clínico do paciente. A regra de ouro é: “se o intestino funciona, use-o.” A maioria dos pacientes com desnutrição ou em risco pode ser administrada usando métodos simples para aumentar a ingestão nutricional, incluindo aconselhamento dietético ou fortificação alimentar. Estratégias adicionais incluem o uso de suplementos nutricionais orais (SNO). Quando o suporte oral não é suficiente, a alimentação por sonda/nutrição enteral ou parenteral pode ser necessária sozinha ou em combinação. Uma avaliação nutricional formal pode determinar a terapia de suporte correta, com base no estado de desnutrição relacionada a doença do paciente.123456

A seguir, os principais tipos de suporte nutricional clínico:

Nutrição Enteral (NE)

De acordo com as Diretrizes de Alimentação Enteral da Sociedade Europeia de Nutrição Clínica e Metabolismo (ESPEN, na sigla em inglês), o termo “nutrição enteral” é utilizado para descrever todas as formas de suporte nutricional que envolvem o uso de “alimentos dietéticos para fins medicinais específicos” independentemente da via de administração. A NE inclui SNO e alimentação enteral por sonda.7

Suplementos Nutricionais Orais (SNO)

SNO é uma abordagem não invasiva para tratar a desnutrição. Usados como parte integral de uma estratégia geral de gestão de paciente, os SNO são uma solução eficaz para uma ampla variedade de grupos de pacientes. Evidências atuais sugerem que o uso adequado de SNO resulta em benefícios nutricionais, funcionais, clínicos e econômicos.8

Alimentação por Sonda

A NE é introduzida via sonda nasogástrica, nasoenteral ou percutânea,7 fornecendo nutrientes e energia para as células mucosas, elevando o fluxo sanguíneo, estimulando o metabolismo da célula epitelial, fluxo de bile e secreções pancreáticas, bem como a liberação de hormônios gastrointestinais enterotróficos (GI).9

Nutrição Parenteral (NP)

NP é a infusão intravenosa de nutrientes diretamente na circulação sistêmica, contornando o trato gastrointestinal (GI).10 Geralmente, a NP é indicada para pacientes que não podem ser alimentados de maneira adequada e/ou segura via oral/enteral e/ou que têm um trato gastrointestinal (GI) não funcional, inacessível ou perfurado.1011 Além disso, a NP pode ajudar a melhorar os resultados do paciente12131415 e é segura quando indicada ou usada adequadamente.1215

Nutrição Parenteral Suplementar

Nos casos em que a ingestão enteral não consegue atender às exigências diárias mínimas de alimento e fluido do paciente, a NP suplementar pode ser administrada junto com a NE e pode ajudar a reduzir o risco de NE associado a diarreia no contexto de cuidados intensivos.1516

Nutrição Parenteral Total

A NP total fornece aos pacientes todas as necessidades nutricionais diárias nos casos em que a NE não é viável. A NP total entrega todas as necessidades nutricionais do corpo por via intravenosa, contornando o sistema digestivo.

Uma combinação das estratégias nutricionais mencionadas pode ser utilizada para administrar a desnutrição relacionada a doença da maneira ideal após uma avaliação nutricional formal.